Alquimista do amor

Nadir A D’Onofrio

Das essências do cravo e canela
Untei a massa abrasadora
Aspirei dela o perfume
Não satisfeita com o olor
Acrescentei uma dose de mel

Mistura afrodisíaca ideal
Aromas extras sobre a pele
No corpo, que exalava suor...
As mãos em suave moldar!
Em minhas narinas a fragrância...

Seu olhar tentador, cor de avelã!

Escultora perfeccionista
Extasiei-me com a criação!
Dos meus princípios, destitui-me
Como fera faminta, desejo incontido
Fiz-te minha presa, e calmamente
Deliciei-me... no lauto banquete...

23/05/2008*21:29
Serra Negra SP



Livro Visitas

Mid: Meu Bem Querer
Imagem obtida por repasse de grupo
Art Nadir A D'Onofrio
Respeite Direitos Autorais