A PENA
Nadir A D’Onofrio



Desliza suave
Boiando sobre a água
Leva a prova da tristeza
Na gota cristalina...

Atrevida!
Minha vontade não respeitou
Insistiu em cair
Pelo rosto deslizou...

Fez da pena seu habitat
Como caiaque no rio a navegar
Transpôs corredeiras, cachoeiras
Até no mar desaguar...

Lágrima brilhante
Denunciou a saudade
Que meu peito invade
Testemunha do meu pesar...

28/05/2006 *21:20
Santos SP

 

Livro Visitas

 

 

Mid: Una Lácrima Sul Viso
Imagem: http://www.planetaliteratura.com/
Art: Nadir A D'Onofrio
Respeite os Direitos Autorais