Família Borba Pinheiro


Amigos e poetas queridos que,
tive o privilégio de conhecer pessoalmente!
Você Simone, que foi minha maior incentivadora e
divulgadora de minhas letras...

Minha eterna gratidão
Nadir
 

 

 

 



Nadir A D’Onofrio
Natural da cidade de Santo André Estado de São Paulo.
Data de nascimento de 03 Julho 1944 sob o signo de Câncer.
Filha de Nicola D’Onofrio e Iolanda Zonzini D’Onofrio.
Estado civíl casada
Espiritualista como linha de pensamento.
Resido na Baixada Santista Litoral do Estado de São Paulo
Neta de imigrantes italianos, pessoas de origem humilde
que vieram para o Brasil, nos idos de 1888 provenientes da Itália, para o trabalho em fazendas de lavouras de café.
Trago nos meus genes a paixão pelo mar e pela montanha.
Sou formada em Enfermagem, atuei sempre em área ligada á saúde, aposentei-me em 1991, como Supervisora em Laboratório de Produtos Farmacêuticos, em Empresa do Grupo Rhodia, onde permaneci durante 33 anos.
Gosto de música clássica e instrumental, artes, literatura e fotografia.
No esporte aprecio basketball e vôo livre.
Meus poetas preferidos Carlos Drumonnd de Andrade e Vinicius de Moraes.
Escritora Agatha Cristie,J.J.Benites, e Leonardo Boff.
Tenho a Fotografia e cultivo de Orquídeas, como hoby.
Apaixonada pela natureza, sinto através dela a expressão máxima da Divindade, desta forma a entendo e acredito.

Nadir A D'Onofrio

Não Vi o Vento!

Nadir A D'Onofrio

Inspirada na poesia

Quem Viu o Vento? Autor: Poeta Seme Said


Não vi o vento!
Mas percebi a força do tufão
Experimentei a sensação gélida
Do seu sopro, nas noites de inverno.

Senti sua carícia, na forma da brisa
Quando o mar inquieto, trazia-o à mim.
Sofri golpes, quentes e secos do hamsin
Varrendo o deserto, rasgando a pele.

Experimentei-o no frescor do oásis
Quando cansada, sedenta, faminta
Em rica tenda, como rainha me acolheste
E sob o luar, dos meus ferimentos cuidaste.

Percebi o vento, perpassar entre tamareiras
As folhas estimuladas, felizes tremulavam
Altivas, ante nosso olhar, bailavam
Mil e uma noites vividas, no mágico harém..

Nadir A D’Onofrio


13/05/2008 21:30
Serra Negra SP

 

O Meu Deus

Quando só em meus pensamentos,
fico admirando o firmamento,
e tenho que admitir minha pequenez !
Diante de tão majestosa arquitetura,
presto minha reverência a
essa exuberante natureza...
Quem sou eu ?
Sempre me perguntei!
E chego a seguinte conclusão...
Sou um simples átomo,
parte integrante de um aglomerado.
Constituído e por nós denominado,
planeta azul, planeta água ou mais,
comumente chamado planeta Terra...
Então, mais longe vai meu pensamento!
Vejo que esse pequeno e lindo planeta,
não deixa de ser só mais uma célula.
Componente de uma linda galáxia,
onde habitam bilhões de corpos estelares.
Lá encontro você, astro rei Sol!
Estrela de quinta grandeza,
que com seu calor, a vida nos dá...
Indo mais além, consigo perceber que,
esses grandes corpos chamados galáxias,
nada mais são, do que imensos órgãos!
Desse incomensurável corpo universal...
a quem, respeitosamente...aprendi a chamar de DEUS

15-01-2004
Santos SP

 


Portugal dos Meus Sonhos


Quem sabe um dia
Nessa terra chegarei,
Passarei a noite, ouvindo fado...
Portugal das quintas,
Das belas cachopas.
Da Serra e Castelo de Sintra...
Ir para região do Douro,
Saborear seus vinhos,
Experimentar suas iguarias.
Como sobremesa um doce delicioso,
Ameixas folhadas com nozes,
Para encerrar um vinho do Porto...
Vou até a Serra da Estrela, no maciço central,
Conhecer Sortelha, uma aldeia medieval.
Não esquecer de ver Trás dos Montes,
O reino encantado de Torga! 
Com uma pequena aldeia, 
Localizada ao norte do distrito de Bragança.
Depois descansarei em Montesinho,
Deitada, ao lado de um regato,
Ouvindo o murmúrio, da água corrente,
Estimulando os pássaros à cantarem.
Nesse momento, penso sobre a diferença,
Existente entre as populações.
É preciso, ver, conviver para entender,
A felicidade pode estar, onde nós,
Nos propomos à encontrar...

09/05/2003 9:51
Santos
Nadir A DOnofrio

 




Revelação

Pensei jamais deixar
Transparecer esse sentimento!
Era um segredo só meu...
Bastou somente um olhar,
E o toque sutil da sua mão.
O segredo tão bem guardado,
Instantaneamente foi revelado...
Linda manhã de verão!
Iluminada radiante,
O encontro, um saboroso café...
Tudo o que era só meu,
Hoje... é seu também...

12/07/2005
Santos SP
Nadir A DOnofrio

 

Visite o site da autora:

http://www.nadirdonofrio.com

 

 

A Página original pertence ao site

http://www.familiaborbapinheiro.com/