Bairro da Liberdade ou Babel?

 

No coração de São Paulo, ruas enfeitadas, jardim japonês,

com típicas lanternas, espetáculo à parte!

Um pedaço da terra do sol nascente, no planalto paulista,

José de Anchieta hoje se orgulharia!

Rua Galvão Bueno, esquina com Estudantes,

do pequeno restaurante, observo o movimento, são milhares

de pessoas, que passam com compras.

Eu absorta, na mistura étnica.

Japoneses, chineses, coreanos, peruanos, argentinos, árabes,

portugueses, franceses.

E alguns alemães vestindo alegremente a camisa canarinho!

Câmeras fotográficas espocando, pessoas gesticulando,

outras falando sozinhas.

Senhores (as) japoneses que, apesar da idade aparente passam,

elegantemente vestidos.

Lojas, lotadas!

Vendedoras afoitas vendem de tudo!

Importados, nacionais, artesanato, quinquilharias, tem também

pastel chinês, espetinho de camarão, Sushi, Yakissoba, Missoshiro!

Pintores e suas obras, roupas exóticas, incensos, ervas medicinais,

plantas ornamentais, souvenir, alimentos japoneses.

Até polvo, vivo, no balde!

Onde espera a vez, de virar Sashimi, bem ao gosto do freguês!

O passado se faz presente, idos de 1908 com a chegada dos

imigrantes no navio Kasato Maru.

Imagino os sofrimentos impostos aos povos imigrantes, que

como os japoneses, chegaram ao Brasil, trazendo na bagagem,

esperança, coragem e determinação.

Merecem toda nossa gratidão, preito e respeito.

 

Nadir A D'Onofrio

20/06/2006- 23:50h

Santos SP

 

Voltar

Imagem Net, sem constar direitos autorais, restrição ao uso.
Mid: Sukiyaki
Art: Nadir A D'Onofrio
Respeite Direitos Autorais