Nadir A D'Onofrio / Mario Osny Rosa

 

O Poeta faleceu em 09 Fevereiro-2013

 

ASSIM SOU EU!

Nadir A D’Onofrio

Mário Osny Rosa



Lua nua
// Nessa nudeza sua
Prateia mares, planícies
// Margeia a imaginação
Se mostra, como é!
// No vagar pelo etéreo
Sem receios, pudores.
// Mostrando seus fatores

Testemunha, de sonhos
// Por ti tudo logo eu ponho
Puros ou insanos
// Isso não é engano
Inspiradora dos poetas
// Sua luz tudo completa
Deusa da fecundidade...
// Fecunda todos os poetas

Teu ciclo é o meu!
// Nele tudo se completa
Entro em minguante, nova,
// Que estonteante renova
Crescente e cheia
// A crescer tudo recheia
Clara, escura, à sua procura...
// O escuro tudo clareia...

Passiva e audaciosa
// Sua claridade ociosa
Sujeita a humores
// Diante de todos os rumores
Transforma a maré
// Que avança logo até
Em ondas temidas.
// A praia deixa varrida

Assim sou eu!
// Na poesia sou teu
Satélite, orbitando você...
// Filosofando o que vê
Inconstante, acelerada!
// Nos versos encantada
Desacelerando... para colidir...
// Nem isso vou permitir...


06/09/2006*Santos SP

São José/SC, 18 de agosto de 2.007.

morja@intergate.com.br

www.mario.poetasadvogados.com.br


 

Livro Visitas

 


Mid: príncipe_das_mares
Imagem: http://farm1.static.flickr.com/101/313332205_8fc632c44a.jpg
Art Nadir A D'Onofrio
Respeite Direitos Autorais