Tonho França / Nadir A D'Onofrio

 

Cores... / Exposições de mim...

 

Cores...
Tonho França

A tarde repousa no quintal
Anjos em tom púrpura-saudade
Folhas e flores brincam ao vento
Como a se recolher da noite
Fecho as janelas,
( protejo-me de mim mesmo)
Vinho e cigarro e a mesma tosse,
A mesma música e os olhos fixos
Na tela que descansa em tons claros
Tua imagem,
O tempo não tira isso de mim,
Éramos azuis, e tínhamos a profundidade do mar.
Éramos rosa, e tínhamos o mesmo olhar,
Éramos lilás e sabíamos dançar
(vinho, cigarro e a tosse que insiste).
Éramos furta-cores, todas as cores, aquarela.
Hoje lembranças, onde sangro, sagradamente,
Tua imagem em tons eternos a mesma tela.

Tonho França.

 http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=4441



 

Exposições de mim...
Nadir A D’Onofrio


Só, no balançar da rede!
Na retina a tarde que finda
Folhas caducas à bailar
Tela do inverno a se apresentar

Exposições de mim...

Silencio a respiração
Procuro entender a razão
Da imposta solidão.
Até o vinho, companhia!
Que minha mágoa consumia
Decidiu de mim zombar.

O paladar rascante
Não condiz, com a delicadeza
Do finíssimo cristal!
Que, refletiu raios do sol
Na clara parede, inundando-a
De confetes coloridos.

Sob meu olhar estático...
Diante de tanta beleza
Esqueço minha tristeza
Verto... lágrimas de emoção...

04/08/2007*23:23h
Serra Negra SP



Livro Visitas

 

 

Mid: tillyou
Imagens: Recebidas por repasses de grupos
Art. Nadir A D'Onofrio
Respeite Direitos Autorais