Margaret Pelicano / Solução

Nadir D'Onofrio / Entendimento

Entrelace Poético

 

Solução
Margaret Pelicano

Pensando bem...
Não quero que voltes!
Vais empanar o novo sol
a nova lua
as estrelas e visões novas
dessa mulher que foi tua!

Quero ser livre como o vento,
leve como a brisa,
Brincar, sonhar, amar...
Sem suas amarras,
prisioneira nas correntes do teu ciúme...

Estou vendo o que não via:
novo arrebol
fazendo rimas esparsas
e a música agora... é nua,
límpida!
Traz sentido aos meus dias!

Hoje acordo feliz!
reverencio o sol ao nascer...
Brincando nas poesias,
amando na imaginação.
Meus dias são como sinfonias,
bailando, não sinto as horas que vão passando ...

Tu fostes algo muito bom!...
Mas eu? entrei numa fria?!
Acho que a Paixão nada frutificou,
nem amizade ficou!
Porém, me ensinou a fazer poesia
Redimensionou o meu mundo
antes miúdo e tacanho!

De ti só quero lembrar
bons momentos vivenciados.
O restante a semeadura em terreno estéril,
onde o amor... só no meu canteiro germinou...
Quero esquecer e essa terra revolver.
Esperar o tempo propicio,
selecionar melhor as sementes do amor...


Hoje, sonho com a cura,
coloco ataduras,
faço massagem...
no coração machucado
que vai encontrando a solução
pra essa separação
enquanto eu tento esquecer tua imagem!

Devagar vou curando as feridas
que dilaceraram meu viver.
Um dia quem sabe,
sorrindo, ainda eu possa dizer...
Você foi a matéria mais importante,
no aprendizado do meu entendimento.
Não adianta um só querer amar,
na estrada da vida... do amor,
tem que haver... duas mãos de direção...


Entendimento
Nadir A D'Onofrio


05/03/2005 14:00
Santos - SP

04/03/2005
Brasília - DF



 

Imagem: Nadir D'Onofrio