Andrade Jorge / Nadir A D'Onofrio

Palavras  Presas / Palavras

 

 

 

PALAVRAS PRESAS

ANDRADE JORGE


Palavras presas

tesas

não fluiu

no tolo solo

sob o céu anil;

Palavras ação

sem cortes,

sem edição,

soam fortes

na arte

da dissimulação;

Palavra presa,

densa,
sem leveza,

descrença,

não se pode explicar,

onda sem eco

no ar,

nada expressa,

termina bem

o que nem

começa ...

03/07/07
ANDRADE JORGE

http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=1783


http://andradejorge.zip.net/

 

Palavras!

Nadir A D’Onofrio


Palavras angustiadas

Na garganta, sufocadas

Engasgadas, emudecem

Como fumaça esvaecem...


Palavras difamantes

Ferem, são adagas afiadas!

Na carne entra, dilacera!

Expondo do íntimo a fragilidade.


Palavras de incentivos!

Distribuem-se em elogios, carinhos

Massageiam o ego

Do ser... que julga-se um fraco...


Palavras tentação!

Na pronuncia, com exatidão...

Soam ardentes aos ouvidos

Sussurros... em semitom...


18/07/2007 *18:51h

Serra Negra SP

 

 

Mid: Nada Por Mim
Art: Nadir A D'Onofrio
Respeite Direitos Autorais.