Nadir A D'Onofrio e Denise Severgnini

Ser Indômito / Asas do Imaginário

 

 

Ser indômito

Nadir A D'Onofrio


De tudo que imaginei

nem perto cheguei...

O sorriso maroto

meiguice sem igual

O segredo guardado

nem a mim revelado...

Ser indômito!

Redoma refratária

é assim tua guarida!

Em momentos de solidão

fraqueza, rejeição...

Vulnerável, delicado se torna

Nesses momentos

 penetro, no mais íntimo do teu ser...

17/07/2005 14:45h

Santos SP






ASAS DO IMAGINÁRIO

Denise Severgnini


O que tens da mais bonito

Não é o escuro dos teus olhos

Nem a franqueza do teu sorriso

É algo maior que eu preciso

É a essência do teu saber

Um lado oculto do teu ser

Que não é transparente

Nem assim tão evidente

É tão sagrado como um rosário

Só descoberto pelas asas do meu imaginário!

 

 

Art: Final Nadir A D'Onofrio

Mid: Vincent
Respeite os Direitos Autorais