Pedrinho Mattar...( saudade )

Nadir A D’Onofrio




Pianista que deixará saudade
Marcou épocas
Fez alegria de multidões
Acalentou corações
Com sua performance própria.

Quem o conheceu
Acompanhou sua trajetória
Ouvindo-o, vendo suas mãos
Bailarinas, saltitarem nas teclas
Executando do popular ao clássico
Jamais o esquecerá!


Jovem ainda, destacava-se!
Brilhava intensamente
No frescor da adolescência
Carismático, sorridente, irreverente
Foi solista de cantores famosos...


Hoje encontrará, dentre tantos amigos
O primeiro pianista reserva
Das grandes noitadas, na boate Xauen
Quando o menino Pedrinho, se ausentava
Para fazer provas na escola
Tom Jobim, um gênio... substituía o outro...


Aprendi admirá-lo, gostar da sua interpretação
Ontem, você nos deixou, partiu desse plano
Posso imaginar a festa, na sua recepção...
Noite de gala, espocando acordes em ritmos
Clássicos, internacionais, e popular brasileiro!
Quisera eu, estar lá, com vocês...

08/02/2007 12:00h
Santos SP
 



Pedrinho Mattar

* 1936
+ 07/02/2007
Iniciou sua carreira profissional em 1953


 

 

 

Mid As Time Goes
Imagem Ilustrativa
http://www.cduniverse.com/search/xx/music/pid/7037986/a/Meu+Piano+Favorito.htm


Art: Nadir A D'Onofrio
Respeite Direitos Autorais